quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Monopólio, duopólio, oligopsônio... Estruturas de Mercado




Você sabe o que é monopólio? E monopsônio? E monopólio bilateral? Saiba isso e muito mais nesta aula #53, onde abordo as Estruturas de Mercado (Economia) mais presentes no cotidiano empresarial. Monopólio, duopólio, oligopólio, concorrência monopolística, cartel etc são tratados nessa aula com exemplos práticos. Mais formas de estruturas são encontradas no livro do autor "Ser Líder. Pequena bíblia do Líder"


Inácio Dantas

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

"EVA-Economic Value Added - Valor Econômico Adicionado"



Investidores, emprestadores, financistas, contabilistas, economistas, administradores, estudantes, o assunto é: "EVA-Valor Econômico Adicional".

Você sabe qual a importância do "EVA(R)? Pretende investir em capitais, ações, mesmo emprestar/financiar um negócio? Ou mesmo orientar algum cliente?

Nesta Aula #52 abordo a sistemática de cálculo do CMPC-Custo Médio Ponderado do Capital, do ROI-Retorno sobre Investimentos e do EVA.

De forma simples, sem rebuscamentos, detalho como chegar ao EVA e qual seu efeito nos investimentos num negócio, seja por parte dos sócios, acionistas, capitalistas, emprestadores etc.

Aula de EVA importante para quem pensa em investir em startups, novas empresas ou simplesmente para analisar a performance do mercado e de negócios concorrentes.


Inácio Dantas

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Ciclo Operacional e Ciclo de Caixa



Contabilista, administrador, financeiro, empresário, eis a pergunta: "Qual o maior gerador de caixa de uma empresa?"
Saiba isso e muito mais nesta Aula #48 - Ciclo Operacional e Ciclo de Caixa

Assista a aula onde explicito o que é Ciclo Operacional (Comércio), Ciclo de Caixa e quais os efeitos desse ciclo quando é "negativo" ou "positivo" nos negócios da empresa. Através de uma "Régua do Tempo" demonstro os efeitos do Ciclo Operacional influenciando o Caixa e os resultados da empresa. Ainda: Passivo de Funcionamento, Passivo Oneroso, Capitais Próprios etc.
Prof. Inácio Dantas

Tags: Prazo Médio de Estoques, Prazo Médio de Cobrança, Prazo Médio de Pagamento a Fornecedores, Prazo Médio de Pagamento de Despesas


domingo, 15 de setembro de 2019

CAGR - Compound Annual Growth Rate - Taxa de Crescimento Anual Composta



Atenção Financeiro, contabilista, empresário, investidor, administrador: Você conhece o CAGR - Compound Annual Growth Rate - Taxa de Crescimento Anual Composta"?


Nesta Aula #46, sobre finanças, abordo aspectos da valiosa ferramenta de cálculo de crescimento financeiro CAGR, muito utilizado pelas empresas, financeiros e startups. Com exemplo prático, explico os cálculos de um CAGR positivo, passo a passo, com o percentual anual e também com o percentual mensal (médio). Num segundo exemplo explico o cálculo do CAGR negativo. Essa aula vem se somar às aulas de Payback Simples, Payback Descontado, Goodwill Subjetivo e outras de contabilidade.

Inácio Dantas

sábado, 14 de setembro de 2019

Goodwill Subjetivo (Finanças)



Nesta Aula #45 de finanças abordo o conceito "Goodwill Subjetivo". O que é? Quais objetivos? Como calcular? Abordo a metodologia de cálculo do "VARLF  Valor Atual da Receita Líquida Futura", "VAVR Valor Atual do Valor Residual", "VAE Valor Atual do Equipamento".
Explicação com exemplo prático, passo a passo, de forma simples e didática.
Goodwill = "Ágio"
Badwill = "Deságio"

Inácio Dantas

Ações proativas, rumo à realização profissional


Ações proativas, rumo à realização profissional

1.Priorizar
Primazia, preferência. Antecipar-se, no tempo ou lugar, realizando ações por ordem de valor, importância ou relevância. Não colocar a “carroça à frente dos bois”. Sob certas circunstâncias, fazer “o mais fácil” primeiro afim de facilitar o mais difícil.

2.Proficiência
Competência, mestria. Ser proficiente é mirar a qualidade, não a quantidade. É adequar material compatível com o trabalho, resultando no menor custo produtivo. É você, o líder, usando todo o seu cabedal de experiência e carreando-o em prol de um sonho, de uma realização de vida – sua e de seus pares.

3.Habilidade
Agilidade, prática, destreza, recursos a serem usados adequadamente, em todo o seu potencial. Fazer se aprende fazendo - e a habilidade com a repetição constante do fazer. Resultado: serviço final esmerado, com o verniz polido da perfeição, em tempo reduzido, com maior rapidez, menor dispêndio e desgaste físico.

4.Planejamento
Projetos na cabeça, ferramentas nas mãos. Estrutura delineada, recursos financeiros e materiais devidamente alocados. Atenção: ações sem planejamento podem resultar em perda de tempo, capital e insumos. Portanto, planeje antes de agir e não aja antes de planejar. Começo, meio e fim é a ordem sequencial lógica e funcional para produzir ou administrar eficientemente.

5.Comprometimento
Abandonar o secundário e debruçar-se no essencial. Você comprometido com as metas que se autoestipulou, sejam individuais ou em equipe. É o lado colaborativo como prioridade “1”, dentro do espírito de equipe: fortalecer a empresa, estabilizar-se financeiramente e sedimentar o futuro.

 6.Autorrealização
Você, feliz, realizado, como profissional e como pessoa. Chegar “lá”, dependendo unicamente de si mesmo, é a grata sensação do “eu posso, eu sou capaz, eu faço”. E a vitória mais prazerosa de alguém é realizar-se usando suas próprias forças, capital e habilidades.

Realizações: você pode, você é capaz! Tenha em mente que o seu sucesso é como se o derretesse e fizesse em si mesmo um novo ser!

Inácio Dantas
Do livro “Você, Líder do seu Sucesso!”

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Líder: 10 ideias para reduzir custos/despesas e aumentar lucros com a mesma base instalada:


Líder: 10 ideias para reduzir custos/despesas e aumentar lucros com a mesma base instalada:
1-Ideias para agilizar e racionalizar produção/estoques (Kanban, “produção-puxada”, “Just in time” etc.)...
2-Ideias para a produção de produtos ecologicamente corretos (O selo “verde”, a nova “febre” da demanda/consumo mundial).
3-Ideias para novos procedimentos (planejamento tributário) para reduzir a carga de impostos dentro da lei (“Elisão Fiscal”, economia de impostos dentro das Leis.)...
4-Ideias para substituir equipamentos obsoletos por modernos e ágeis (automação, robótica, nanotecnologia etc), reduzindo o manuseio humano e aumentando a eficiência produtiva.
5-Ideias de gestão para inovar produtos (embalagens, designers, propaganda/marketing etc.), não só investindo dinheiro, mas também investindo em tecnologia e talentos.
6-Ideias para a substituição de insumos (mudança de fornecedores?) por outros de menor custo e maior prazo de pagamentos, mantendo a mesma base instalada e qualidade do produto final.
7-Ideias para prospectar novos potenciais compradores (poder de compra da população), nichos de mercado (alta concentração de renda e baixa oferta de bens; exportação), aumento do market-share...
8-Ideias para minorar o desgaste humano e dos equipamentos e aumentar a relação utilização/vida útil dos ativos... (Pessoal capacitado na manipulação do ferramental/equipamentos com eficiente setor de manutenção e reposição de peças).
9-Ideias para melhorar a qualidade da mão-de-obra gerando aumento da produtividade, reduzindo “rebarbas”, “sucatas”, horas-extras, adicional-noturno etc (treinamento e capacitação do pessoal da área produtiva e administrativa/financeira)
10-Ideias para redução/economia/reutilização de água (água de reuso), energia elétrica (solar, eólica, gás metano ou gasolixo), combustível, mão-de-obra capacitada, material de consumo (uso racional), estocagem, aluguéis, seguros, juros financeiros etc...
Inácio Dantas
Do livro “Ser Líder. Pequena bíblia do Líder” – www.agbooks.com.br



domingo, 26 de maio de 2019

Este é um momento de ações assertivas na liderança. Dez conceitos como um líder age:


Este é um momento de ações assertivas na liderança. Dez conceitos como um líder age:
1-Age com gratidão:
Ajuda a se tornar um grande profissional aquele que o ajuda a tornar-se um grande líder!

2-Age com presteza:
Nas solicitações de trabalho, quer presteza quando solicita, e é sempre prestativo quando solicitado.

3-Age com resolução:
Não ordena serviços finos para profissional sem qualificação para o produto final não sair desqualificado.

3-Age com honestidade:
Erros e defeitos de um profissional comenta-os “olho no olho” a sós; acertos e virtudes comenta-os para toda a empresa, na frente da equipe.

4-Age com benevolência:
Prefere perder o serviço feito errado e dar uma segunda chance para não perder o funcionário, mesmo porque o serviço errado já está perdido...

5-Age com perspicácia:
Não pede para “ontem” um serviço que demora até “depois de amanhã”... Serviço na pressa ou nasce morto ou morre depois de feito...

6-Age com organização:
Faz, qual o fluir das águas do rio da nascente à foz, fluir a produção com tranquilidade e sem embaraços, deste a matéria-prima ao produto final.

7-Age com responsabilidade:
Ante uma ordem errada não diz que não disse jogando a culpa no executor. Antes, mantém a palavra, assume o erro, a responsabilidade e o prejuízo.

8-Age com alegria:
Expressa alegria na voz e elegância nos gestos: Ele não manda, e sim comanda, e não exige, solicita. Tem sempre as palavras “por favor” e “obrigado” como parte indissociável da sua retórica.

9-Age com educação:
Evita “dedo em riste” ao chamar a atenção de funcionários, não faz uso de palavras chulas, não põe apelidos depreciativos, não discrimina minorias.

10-Age com equidade:
Não julga por alguém lhe dizer que fulano “fez isso e aquilo”. Age como Salomão, ouve “fulano” e vê o “isso e aquilo” que ele fez. Só depois julga para que a sua balança da justiça jamais seja injusta!

Inácio Dantas
Do livro “Ser Líder. Pequena bíblia do Líder”



Acesse meu canal no Youtube:
https://www.youtube.com/channel/UCKMobb4yP0vRefXq1bYTtRQ

domingo, 19 de maio de 2019

Opiniões sobre os seus negócios: seja, você, o mentor.


Opiniões sobre os seus negócios: seja, você, o mentor.

Acaso você decide suas escolhas e esquematiza seus negócios baseado na opinião dos outros? Cuidado. O que é bom para eles nem sempre é bom para você...
Seja o mentor de si mesmo. Tenha as diretrizes do seu presente e futuro definidas e conduza a nau dos seus projetos com leme próprio. Veleje com a sua bússola, não fique à mercê das opiniões alheias.
 No brasão paulistano há a frase em latim “Non ducor duco”, que significa “não sou conduzido, conduzo”. Logo, a filosofia é: decida seu destino por si mesmo. “Ah, mas eu quero ouvir a opinião de fulano...”. E se ele for contrário? Você vai desistir, ficar refém das suas vontades, manipulado por interesses alheios? Reflita. Opiniões dos outros podem ser boas para eles e não necessariamente para você. Elas podem modificar e descaracterizar forma e conteúdo dos seus negócios.
Tenha voz própria. Não seja uma caixa de ressonância, respondendo “sim”, “ok”, “não pensei nisso”, farei assim mesmo...” e coisas do gênero. Sua opinião é sua primeira pele. Cumpre a você esculpi-la com capricho, dar um contorno dourado, estudar os pormenores e implementá-la.
Tenha opinião firme, inequívoca, bem estruturada. Opinião para o estudo, para formar-se numa profissão rentável e que o complete intimamente. Tenha opinião sobre temas do cotidiano, mesmo polêmicos, seja futebol, política, economia, artes... Tenha opinião firme para mudar, dentro de uma empresa, pessoas, máquinas e refazer rotinas ineficientes. Tenha opinião até mesmo para mudar e melhorar a si próprio. Enfim, você não deve ser conduzido, e sim ser o condutor.
Cada um de nós tem uma porta a abrir, uma luz a acender, uma montanha a escalar. Essa é a nossa trajetória para chegar a um ponto futuro. E esse ponto é um porto seguro onde, um dia no porvir, repousaremos o corpo velho e cansado.
Portanto, hoje, o que você decidir tem de ser algo de foro íntimo, objetivos claros, fieis ao seu estilo de ser, pensar e viver. Você deve fazer o que sonha e não o que os outros sonham para você. Pense nisso!

Inácio Dantas